“Meishu Sama disse:

– ‘Eu ensino uma coisa mas a compreensão do que falei vai depender do nível espiritual de quem ouve. Um homem de certa altura poderá compreender de certa maneira; uma pessoa de menor nível poderá interpretar de outra.

As pessoas aprendem com palestras, aulas, lendo, etc, porém a melhor maneira de aprender as coisas mais importantes, é aprender de tudo em qualquer circunstância.’

É isso que chamamos de KYUDOSHIN, isto é, um esforço incansável na procura do caminho verdadeiro ou sabedoria verdadeira.
KYU significa desejar, procurar.
DO significa caminho.
SHIN significa coração.

Em outras palavras: o coração que deseja procurar o caminho certo.

O valor dos religiosos, seja de que religião for, depende do tamanho do seu KYUDOSHIN. Quem tem KYUDOSHIN desenvolve, quem não tem, não adianta ter o melhor mestre do mundo, que não vai para a frente; e quem tem KYUDOSHIN pode ter o pior mestre que se desenvolve.

Tudo o que vê, ouve, todas as suas faltas e tudo o que se passa em volta, é aprendizagem, aprimoramento.

Quem tem KYUDOSHIN está alerta a todos os acontecimentos e como sempre tem o objetivo de se aprimorar, então todas as coisas que olha, ouve e lê, procura saber ligar com o seu aprimoramento e pensa o que vai aprender com o que está acontecendo.

Encontrará, assim, mestres em todos os lugares e em todas as pessoas.”

(Texto de Mokiti Okada)

Revisão: SR.Black