Novas regras do WhatsApp aumentam nossa dependência e ‘subserviência’ e trazem riscos, dizem especialistas: Nos últimos dias os usuários do WhatsApp foram surpreendidos com uma mensagem sobre as  novas regras da plataforma. A partir de 8 de fevereiro o aplicativo obrigatoriamente compartilhará uma série de dados de seus usuários com o Facebook,  dono do aplicativo de troca de mensagens. O usuário que não concordar com a medida não conseguirá mais usar o WhatsApp. 

 

Novas regras do WhatsApp [Nova “Política de Privacidade”] aumentam nossa ‘subserviência’ e dependência e trazem riscos aos seus usuários

Fonte:  Sputnik

A Nova “Política de Privacidade” do WhatsApp, que compartilhará dados com o Facebook, aumenta nossa “dependência” e a nossa “subserviência” para as empresas de tecnologia Big Tech, disse especialista à Sputnik Brasil.

Nos últimos dias os usuários do WhatsApp foram surpreendidos com uma mensagem sobre as  novas regras da plataforma. A partir de 8 de fevereiro o aplicativo obrigatoriamente compartilhará uma série de dados de seus usuários com o Facebook, dono do aplicativo de troca de mensagens. O usuário que não concordar com a medida não conseguirá mais usar o WhatsApp.

Alcides Peron, pesquisador da USP e especialista em segurança e tecnologia, diz que essa nova política é esperada.

“Tudo o estão coletando e pedindo, é basicamente o mercado e o método de ação desse tipo de empresas. Companhias como Facebook, Google, Apple e Amazon sobrevivem dessa coleta massiva e comercialização e direcionamento de dados. O mercado deles é a nossa privacidade. São os dados da nossa circulação na cidade, das nossas interações on-line, por exemplo”, afirmou.

‘Grande poder’

De acordo com o Facebook, as novas condições vão permitir o compartilhamento de informações entre o WhatsApp e aplicativos como Instagram e Messenger. As mensagens, segundo a empresa, continuam encriptadas e seu conteúdo não será repassado.

Peron afirma que integração de dados confere um “grande poder” ao Facebook e aumenta nossa “subserviência” e “dependência” dessas empresas.

“Quanto mais se integra, mais dados é possível retirar do usuário. Cada vez mais a gente vai delegando nossa autonomia a uma série de empresas privadas, o que vai ampliando nossa subserviência e dependência desses sistemas. Uma empresa privada concentrando muitos serviços importantes. Não vou dizer que uma rede social é essencial, mas o WhatsApp hoje em dia já é”, disse o especialista.

Ativista do movimento Avaaz usa máscara do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, do lado fora da Comissão Europeia. Especialistas se preocupam com uso e destino dos dados compartilhados pelo WhatsApp com Facebook. © AP PHOTO / OLIVIER MATTHYS

 


Sua contribuição é fundamental para manter o site funcionando e independente. Somos censurados pelas gigantes de TI [Big Techs] em relação ao material por nós publicado, com consequente impacto e completa suspensão dos anúncios. Também não somos monetizados por nenhuma midia social (Faceok, Instagram, Youtube e etc). Considere fazer uma pequena contribuição mensal atraves de nosso APOIA.SE (valores entre $ 10 e $ 50 reais, ou qualquer outra moeda e valor) se utilizando do mecanismo  PayPal disponibilizado pelo site. Para pgto único PIX utilize a chave que disponibilizamos acima na imagem e para outras formas de contribuição, entre em contato pelo e-mail rumoanovahumanidade2016@gmail.com e solicite os dados de nossa conta bancária. Sem a ajuda imediata de nossos assíduos leitores e apoiadores, não conseguiremos arcar com todos os custos inerentes à manutenção do site e toda a nossa rede de publicações nas redes sociais e iremos encerrar o nosso trabalho em março 2021.

_______________________________________________________________________

 

Em sua plataforma, o WhatsApp diz que informações serão compartilhadas: número de telefone e outros dados que constem no registro (como o nome); informações sobre o telefone, incluindo marca, modelo e a empresa de telefonia móvel; número de IP, que indica a localização da conexão à Internet; grupos que os usuários fazem parte; qualquer pagamento ou transação financeira realizada por meio do WhatsApp; atualizações de status; tempo de uso ou o momento em que ele está online; foto de perfil, entre outros.

Idec estuda ação legal

“A justificativa da empresa é melhorar a experiência do usuário. Mas como essa experiência vai ser melhorada? Precisamos cobrar transparência sobre como nossos dados são utilizados, para que são utilizados e por quem”, afirmou o especialista.

Após o anúncio das novas regras, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) sinalizou que estuda medidas judiciais e administrativas para garantir que o WhatsApp permaneça ativo para usuários que não concordarem com a política de privacidade.

Mas as mudanças não vão valer para todos os países do mundo. As exceções são a União Europeia e o Reino Unido. Nicolo Zingales, professor da FGV Direito Rio, explica que na Europa os marcos regulatórios do setor deixam claro que o compartilhamento de dados só pode ser obrigatório quando é fundamental para o funcionamento do serviço, o que não é o caso.

“Há um risco jurídico para o Facebook, por isso a empresa limitou essa política de privacidade para jurisdições fora da União Europeia” disse o professor à Sputnik Brasil.

‘Dados muito íntimos’

Para Zingales, a nova política pode sim ser considerada invasão de privacidade. Ele recorda ainda que o WhatsApp “nasceu como um serviço que pretendia não coletar dados e não produzia publicidade” até ser vendido para o Facebook.

“Vale ressaltar ainda que, para ter autorização para adquirir o WhatsApp, o Facebook tinha dito que seria quase impossível essa integração. Os metadados podem trazer dados muitos íntimos dos usuários e revelar até mais do que o conteúdo das mensagens”, afirmou.

O professor considera ações como a do Idec positivas e diz, em relação ao Brasil, que algum tipo de medida legal poderia ser tomada com base no Marco Legal da Internet e na Lei Geral de Proteção de Dados.

“A lei europeia é mais detalhada, mas isso não exclui que seja possível aplicar no Brasil o mesmo grau de proteção”, avaliou Nicolo Zingales.

Participe de nosso grupo no Telegram – Rumo a Nova Humanidade
Venha para o nosso grupo exclusivo no TELEGRAM e fique sempre bem informado e em contato com pessoas que pensam como você, clique no logo acima e será direcionado.

Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões

 

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

Revisão: Sr.Black

Compartilhe esse conhecimento com seus amigos(as)…

Torne-se um APOIADOR(A) da rede Rumo e ajude a manter esse trabalho ativo e online com apenas R$ 1,00 real mensal e receba vantagens exclusivas – Clique aqui

Contribua uma única vez, qualquer valor,  através do PIX

Chave PixRumoApoio@gmail.com

Outras formas de APOIAR / DOAR para rede Rumo – Clique aqui

Conheça e participe de todo o nosso trabalho na Internet e Redes Sociais – Clique Aqui

Artigo anterior#Desperte – HEAVEN’S GATE, O MAIOR SUICÍDIO EM MASSA DA HISTÓRIA DOS EUA
Próximo artigo#Desperte – A Normopatia: o desejo anormal de ser como os outros
SR Black
Pequena contribuição para todos que estão, como eu, trilhando o caminho de volta para Casa - para dentro de si mesmo. Meu objetivo aqui é compartilhar mensagens que encontro na net, ou que me são enviadas por amigos humanos ou Seres de outras realidades, dimensões ou planos existenciais, que ajudem na compreensão de várias áreas dentro do caminho espiritual. Tambem quero aqui compartilhar ensinamentos e técnicas que utilizo em meu caminho cujo objetivo é atingir a transmutação, alinhamento, harmonia, silêncio, Paz interior (que gera a exterior..), enfim... a união e a comunhão com o Divino. "Segue sempre teu coração; Mentes podem ser convencidas - o coração, não!" (Trecho do Livro "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração") "A Preocupação olha em volta, A Saudade olha para trás, A descrença olha para baixo, A Fé olha para cima, A Esperança olha para a frente e... O EU SOU vive o AGORA!" Muita Luz, Beleza, AMOR, Paz e BOM HUMOR sempre! Projeto Rumo a Nova Humanidade tem como objetivo: Em poucos anos, nosso planeta passará por imensas transformações em todos os níveis existenciais, portanto todos devemos: Promover todos os conceitos fundamentais para a elevação e iluminação do ser Amor, Liberdade, Perdão e Gratidão sobre todas as coisas Acolher, Amparar, Reeducar, Respeitar todos os seres vivos e proteger nosso planeta Orientar a todos através da busca constante do conhecimento Vamos todos juntos nos tornar melhores e livres, avançando sempre rumo a nova humanidade !!!