Alguns leitores e amigos da Rumo a Nova Humanidade, enviaram sugestões e perguntas sobre algumas temáticas relevantes relacionadas com a página.
Tentarei, de acordo com as possibilidades deste editor (que também exerce funções públicas), responder e acrescentar às discussões que acompanhamos até agora.

Uma das sugestões tem sido a de comentar o texto intitulado Diga aos Senhores do Karma que você é soberano, que circula na internet, o qual nos traz apontamentos bastante interessantes sobre a Matrix e a manipulação exercida pelas religiões sobre as mentes das pessoas.

Vamos lá!

O texto, na íntegra, poderá ser lido no blogue Fator Quântico

parte 1 CLIQUE AQUI

parte 2 CLIQUE AQUI

Não sei o que o autor desse texto faz da vida, se é confiável ou não.
O fato é que ele nada contra uma corrente que, há muito, me entristece dada o fanatismo delirante de alguns espiritualistas.

Em tempo: faz o que a maioria do rebanho não faz, a saber, questionar e averiguar as coisas em que diz acreditar.

Há vários outros textos e postagens circulando na internet falando sobre os Senhores do Karma, a maioria deles puxando o saco em favor desses que seriam integrantes de um tal Conselho Cármico, responsáveis por administrar o karma individual e coletivo no planeta Terra.
Uns dizem que são em número de oito, enquanto outros chegam a anunciar (em tempos de wikileaks) em que datas do ano estes ilustres mestres ascensos se reúnem, tais como “juízes”, para analisar a postura da humanidade.

Inclusive, podem até decidirem-se em favor de algum projeto pessoal, inclusive financeiro, de algum terráqueo mais ousado, facilitando-lhe o caminho para o sucesso. É mole? ?

Alguns de nós poderiam supor que essas crenças se devem à má qualidade da maconha de hoje em dia, ou mesmo crer que a ayahuasca (a poção mágica do Santo Daime) foi mal preparada.

Os demais “crentes” absorveriam isso tudo, prontamente, como resultado da escassez das demais drogas ou porque os pastores evangélicos já não são mais tão eficientes em seu ofício de lavagem cerebral no qual foram incumbidos, causando efeitos colaterais nas mentes congestionadas do gado.

O autor da crítica aos Senhores do Karma (vide links acima) toca no ponto central dessa patacoada toda, e é por ele que vemos que tanto o que conhecemos como doutrinas orientais como as ocidentais são co-irmãs, num alcance global e quase onipresente, nascidas de um sistema de contínua ilusão religiosa baseada em promessas de supostos seres celestes bonzinhos.
A cada vez que a humanidade dá algum salto de consciência, esses vermes alados se colocam à frente para travestir as velhas crenças com um novo trapo esfarrapado de ideologias semelhantes.

Não, por acaso, crer-se, hoje em dia, que todas as religiões comungam de uma origem comum. Isso é sumamente óbvio!

O bem e o mal se misturam numa sopa de letrinhas misteriosas e símbolos recorrentes. Como dizia Raul Seixas (sempre chapado, mas profético), “o bem e o mal vivem de braços e abraços, num romance astral”. “Adora-me e faça o que te ordeno, para que vivas”, diz o deus. Aliás, isso é o que qualquer um dos personagens do demiurgo diria [1].

Este fabricante de ilusões, um ser consciente, com avançados conhecimentos na concepção de uma matrix local, gera deliberadamente, toda a ilusão dual maniqueísta, nos forçando a acreditar que um deus que mandasse executar mulheres adúlteras seria o mesmo que dissesse para “amar o próximo com a si mesmo”.

Aceitar, conscientemente, tal contradição como verossímil, não é apenas temerário, mas burrice mesmo!

Diz-se que bem e mal precisam estar em equilíbrio, de que há uma egrégora boa e outra má. Na verdade, tanto os bonzinhos como os maus exigem adoração e disputam as almas como quem disputa pinos de boliche.

A cada nova fé inventada e “revelada”, um strike! Salvadores sempre serão necessários, bem como os seres a serem salvos. Pouca gente se questiona por quê diabos esses salvadores nunca chegam. Quando dizem que vieram, o fazem em supostas “revelações” sobre suas também supostas vidas passadas na Terra.

Seria fácil uma entidade chamada Kut-Humi dizer que foi Francisco de Assis em uma de suas passagens por esse vale de lágrimas, já que não haveria como provarmos o contrário.

Outra coisa interessante dita na referida crítica: assim como há um ser se passando por “criador” do Universo (o mesmo que teria mandado os hebreus exterminarem os cananeus), há outros seres subordinados ao demiurgo que se intitulam “arcanjos” (acima de sua fauna relacionada), orixás, devas, etc., que se supõe serem os “administradores” da Criação.

Abaixo deles, viriam os senhores do karma.

Ora, entre os indivíduos que rendem “graças” a esses parasitas, há quem diga que um “anjo” assistiria a cada um de nós em vida. Atentemos quão “importantes” somos, já que há um “anjo da Guarda”, para cada um de nós, pronto a nos proteger por toda a existência!

Sete bilhões de anjos, e o número de “anjos” escalados para essa tarefa de “amor” não para de crescer!

Para salvarmos nossas almas, devemos fugir do mal e correr para o colo do deus “bondoso”.

A conta é simples, não há como vislumbrarmos outra saída, segundo as religiões. Ou pau, ou pedra. Não, há algo além do fim do caminho! Mal e bem, deus e o diabo, partes de um mesmo sistema. Um não vive sem o outro (ao menos, aqui).

Se não fosse a ameaça do Mal e do inferno, nenhum ser humano, que tivesse alguma sensibilidade, se ajoelharia, de forma humilhante, diante de um ser que castiga seus “filhos amados” por questionarem seus sábios ou vigários infalíveis.

São os católicos mesmo que afirmam que, mesmo que contra a vontade, os demônios trabalham para seu deus, tentando os seres humanos para que possam ser punidos por desobediência ou, ao contrário, para fazê-los resistir a eles, fazendo com que cedam à lavagem cerebral do fanatismo religioso do deus bonzinho.

Quando os seres humanos já não cedem nem a uns nem ao outro, surge a Nova Era, que busca reconciliar os dois lados numa religião nem branca nem trevosa, mas cinza, onde as “trevas” se regeneram nos centros de umbanda através de “trabalhos de caridade”. No final das contas, todos se salvariam, eis a grande revelação!

Penamos por milênios (nos humilhamos, nos matamos, servimos, comemos lavagem de porcos diante de bispos e brâmanes) para agradar aos caprichos de um deus ventríloquo imundo, que manipula os bonecos de ambos os lados.

Na dúvida, desconfie das boas notícias que te passam, tais como:

Faça tudo o que seu “mestre interior” mandar e tudo irá bem (venha ele purpurinado ou em asas de morcego);
Com uma galinha preta e uma farofa na encruza, seu karma será mitigado e você ajudará as “forças da luz”;
Mentalize a luz azul do mestre Ashtar e ele te ouvirá, usando você como agente divino em direção à Era de Ouro da humanidade;
A imagem (ídolo, catalisador e talismã) de Santo Antônio, quando afogado em cachaça, poderá curar seu marido alcoólatra;
Os demônios são anjos de “luz” que guardam as prisões do Umbral, eles também servem à humanidade;
Você não se lembra de suas vidas passadas porque o Comedor de Mentes deus quis que você fosse poupado de lembrar das merdas que você fez no passado;
Os “mestres cósmicos” cuidarão de seu karma e sua evolução, pode contar com eles (assim como os bancos “cuidam” de suas economias);
Você é livre porra nenhuma para fazer o que você quiser, desde que depois você pague segundo as “leis cósmicas” ou seja recompensado pelo bem que tiver feito segundo o sistema de milhagens do Master Karma.

Ao contrário do que os caricatos e afobados religiosos possam pensar, não sou ateu.

Nem poderia ser.

Afinal, não nego a existência de seu deus, mas simplesmente renego a ideia de que este ser que todas as religiões adoram (não percebendo tratar-se do mesmo e único Deusmônio) não é nem poderia ser, em qualquer hipótese, a Fonte da Matrix Universal (ou o que chamam de Realidade).
Acredito que uma Inteligência “criou” todo este Universo (ou seja, a Matrix), mas ele não é acessível aos seres humanos.

É a respeito disso que busco alertar às pessoas:

a Fonte da Matrix (ou como queiram, Deus) não é acessível a partir de dentro dela.
Não há dívida lícita da qual sejamos réus se não nos é dado a conhecer tal dívida.
Não há Céu, Inferno ou qualquer salvação: todos esses “planos” são meras ilusões matriciais, específicas deste planeta (que funciona como colônia penal agrícola).

Seu deus é apenas um tirano.

Você é apenas um escravo.

Ainda é.

Ainda.

***

Revisão
Sr.Black

Conheça e curta nossa Página
https://www.facebook.com/rumoanovahumanidade

NOTAS.

[1] Demiurgo é, segundo os postulados gnósticos proto-cristãos, a inteligência que teria “criado” o Mundo e o sistema de religiões tal qual o conhecemos, inclusive afirmando ser ele a origem do próprio bem e mal (como no livro de Isaías 45, 7). Pretensamente, teria “criado” a humanidade como pasto para si e seus subordinados diretos (ou, como queiram, os arcontes). Porém, o termo Demiurgo, como o entendemos hoje, teve origem no diálogo Timeu (de Platão), em que este mostra que o cosmos (Universo material) fora criado do Caos, por um “artífice” ordenador, ao que nossas especulações sobre o Caos e Ordem (no contexto da Matrix) vão ao encontro.

Para saber mais sobre o Demiurgo no Gnosticismo: < https://goo.gl/cvQfLA>.

Artigo anterior#DESPERTE – Especulações sobre a Ordem e o Caos
Próximo artigo#DESPERTE – Como a “Ciência” também pode ser usada para enganar o público.
SR Black
Pequena contribuição para todos que estão, como eu, trilhando o caminho de volta para Casa - para dentro de si mesmo. Meu objetivo aqui é compartilhar mensagens que encontro na net, ou que me são enviadas por amigos humanos ou Seres de outras realidades, dimensões ou planos existenciais, que ajudem na compreensão de várias áreas dentro do caminho espiritual. Tambem quero aqui compartilhar ensinamentos e técnicas que utilizo em meu caminho cujo objetivo é atingir a transmutação, alinhamento, harmonia, silêncio, Paz interior (que gera a exterior..), enfim... a união e a comunhão com o Divino. "Segue sempre teu coração; Mentes podem ser convencidas - o coração, não!" (Trecho do Livro "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração") "A Preocupação olha em volta, A Saudade olha para trás, A descrença olha para baixo, A Fé olha para cima, A Esperança olha para a frente e... O EU SOU vive o AGORA!" Muita Luz, Beleza, AMOR, Paz e BOM HUMOR sempre! Projeto Rumo a Nova Humanidade tem como objetivo: Em poucos anos, nosso planeta passará por imensas transformações em todos os níveis existenciais, portanto todos devemos: Promover todos os conceitos fundamentais para a elevação e iluminação do ser Amor, Liberdade, Perdão e Gratidão sobre todas as coisas Acolher, Amparar, Reeducar, Respeitar todos os seres vivos e proteger nosso planeta Orientar a todos através da busca constante do conhecimento Vamos todos juntos nos tornar melhores e livres, avançando sempre rumo a nova humanidade !!!