Ontem um amigo de grande estima, em uma Live em seu canal onde eu participava no chat, a dado momento de calor emocional em defesa da sua crença, questionou um comentário que fiz no chat, o conhecimento universal sobre os avatares espirituais, onde, segundo ele, Jesus Cristo JAMAIS se enquadraria e que nenhum dos outros avatares, como Buda, Khrishna não trouxeram nenhuma mensagem para humanidade, sendo os mesmos apenas, egoístas.

Como de costume, respeito a opinião de meus amigos próximos sobre suas crenças particulares, deixo cada um ser aquilo que tem condição de ser em seu agora, (isso aprendi a duras penas e com muitos desgastes inúteis em discussões em defesa de pontos de vista baseados em conhecimentos limitados) mas me senti obrigado a publicar na minha pagina, algumas explicações que podem enriquecer os conhecimentos de muitos sobre esse tema tão complexo, mas que se torna de fácil entendimento quando nos libertamos das correntes das prisões das crenças religiosas fechadas e abrimos nossas mentes para o conhecimento sem dualidade de julgamentos e necessidade fútil de ter a razão ou palavra final.

Continuando assim com minha missão como Sr.Black, de compartilhas sementes de conhecimento, onde acreditar, pesquisar e compartilhar é tarefa individual de cada ser, em sua jornada em busca da liberdade na ascensão espiritual.

MAS ENFIM… OQUE É UM AVATAR ?

Avatar é uma manifestação corporal de um ser imortal, por vezes até do Ser Supremo.

A palavra sânscrita “Avatar” significa, literalmente, “descendo de muito longe”.
Ava (como prefixo de verbos e substantivos verbais) expressa a idéia de longe, longínquo, distância.”
Avataram (comparativo) significa mais distante.
A raiz AV parece transmitir a idéia de proteção vinda do alto, e hoje se usa em palavras compostas que se referem à proteção de reis e soberanos.
Com relação aos deuses, significa aceitação favorável, quando se oferece um sacrifício. (seja ele material, emocional ou espiritual)

Pode-se dizer que a raiz da palavra significa:

“Descer, com a aprovação da fonte superior da qual provém, para benefício do lugar ao qual chega” (Dicionário Sânscrito de Monier Williams).

Avatar é aquele que possui a singular capacidade (além de uma tarefa auto-determinada e um destino predestinado) de transmitir energia ou poderes divinos.
Isto constitui, logicamente, um profundo mistério que foi demonstrado, em forma peculiar, pelo Cristo, e está relacionado com a energia cósmica.
Ele, pela primeira vez na história planetária, até onde temos conhecimento, transmitiu a energia divina do amor, diretamente ao nosso planeta e, em um sentido muito definido, à humanidade.
Esses Avatares ou Mensageiros Divinos também estão sempre vinculados às idéias emitidas por alguma Ordem subjetiva espiritual, ou Hierarquia de Vidas espirituais, que se ocupam do crescente bem estar da humanidade.

Tudo o que realmente sabemos é que, no transcurso das idades, grandes e divinos Representantes de Deus personificam o propósito divino e afetam, de tal maneira, o mundo inteiro, que Seus nomes e influência são conhecidos e sentidos milhares de anos depois que deixaram de caminhar entre os homens. Repetidas vezes têm vindo e mudado o mundo, deixando ou não, alguma religião mundial; também sabemos que a profecia e a fé prometeram sempre à humanidade Seu regresso, em momentos de necessidade.
Estas informações se referem a fatos historicamente comprovados.

Fora disto, conhecemos muito poucos detalhes.

Quando os homens sentem que se esgotaram todos os seus recursos, que chegaram ao termo de todas as suas possibilidades inatas e que não podem resolver nem manejar os problemas nem controlar as condições que enfrentam, então costumam buscar um divino intermediário ou Mediador que defenda sua causa perante Deus e lhes traga a Salvação.

Buscam, assim, um Salvador.

Esta doutrina de Mediadores, Messias, Cristos e Avatares, avulta em toda parte como um dourado fio que atravessa todas as crenças e Escrituras mundiais, relacionando-as com alguma fonte de emanação, considerando-se, inclusive, a alma humana como um intermediário entre o homem e Deus.
Milhões de seres humanos crêem que Cristo atuará como o divino Mediador entre a humanidade e a divindade.

Existem Avatares de muitas graduações e classes.

são de grande importância planetária, porque expressam em Si Mesmos ciclos completos de futuros acontecimentos e emitem a tônica e o ensinamento que introduzirão uma nova era e uma nova civilização; personificam grandes verdades que as massas humanas devem tratar de conhecer, constituindo-se, destarte, no objetivo das mais proeminentes mentalidades da época, apesar de incompreendidas.
Certos Avatares expressam também, em Si Mesmos, a totalidade da realização humana e da perfeição racial, chegando, assim, a ser os “homens ideais” de sua época.

Outros, ainda maiores, têm permissão para ser guardiães de alguma qualidade ou princípio divino que requerem uma nova apresentação e expressão na Terra; e podem sê-lo porque lograram a perfeição ao alcançar a mais alta iniciação possível. Têm o dom de ser essas qualidades espirituais personificadas e, porque expressam, por inteiro, tal qualidade e princípio específicos, podem atuar como canais para transmiti los, desde o centro de toda a Vida espiritual.

Assim sendo, o Cristo foi duas vezes Avatar, não somente porque deu a chave da nova era, há mais de dois mil anos, como também porque, em forma misteriosa e incompreensível, personificou em Si Mesmo o divino Princípio do Amor, sendo o primeiro que revelou aos homens a verdadeira natureza de Deus.
A demanda invocativa da humanidade (o segundo dos incentivos que produzem uma Aparição divina), exerce um poderoso efeito, pois as almas dos homens, especialmente quando atuam em uníssono, possuem algo que é afim com a natureza divina do Avatar.

Nós todos somos Deuses e filhos de um só Pai, como disse o último Avatar que veio: o Cristo.

É este centro divino em cada coração humano que, ao entrar em atividade, pode evocar resposta desse elevado Lugar, de onde Aquele que vem espera Seu momento de aparecer. Unicamente a demanda unida da humanidade, ou sua “intenção maciça”, pode, como se disse, precipitar a descida de um Avatar.

Em suma, a doutrina dos Avatares e a doutrina da continuidade da revelação seguem paralelas.

Em todas as épocas e em cada grande crise humana, precisamente nas horas de necessidade, seja na criação de uma nova raça ou no despertar de uma humanidade preparada para receber uma nova e mais ampla visão, o Coração de Deus, impulsionado pela Lei de Compaixão, envia um Instrutor, um Salvador do Mundo, um Iluminador, um Avatar, um Intermediário Transmissor, um Cristo.

Traz a mensagem que curará, que indicará o próximo passo que a raça humana deverá dar e que iluminará um obscuro problema mundial, bem como ministrará ao homem o conhecimento de um aspecto da divindade até agora não compreendido.
A doutrina dos Avatares, Mensageiros divinos, divinas Aparições e Salvadores, está fundada sobre o fato da continuidade da revelação e da seqüência desta manifestação progressiva da Natureza divina.

A todos Eles a história dá o seu testemunho inequívoco.

A expectativa mundial em torno do reaparecimento do Cristo se baseia na realidade desta continuidade e desta seqüência de Mensageiros e Avatares, assim como na horrenda e espantosa necessidade da humanidade, nesta época.
O reconhecimento inato destas realidades produziu o clamor invocador, constantemente elevado pela humanidade, em toda parte, em busca de alguma intervenção ou alívio divinos; o reconhecimento destes fatos também inspirou a determinação procedente do “centro de onde a vontade de Deus é conhecida”, para que o Avatar venha novamente; o reconhecimento destas solicitações induz o Cristo a dar a conhecer a todos os Seus discípulos do mundo, que Ele reaparecerá quando tiverem realizado o trabalho preparatório necessário.

Os Avatares mais comumente conhecidos são: o Buda e Khrishna, no Oriente, e o Cristo, no Ocidente.

Suas mensagens nos são familiares e os frutos de Suas vidas e palavras condicionaram o pensamento e a civilização, em ambos os hemisférios.
Devido a serem Avatares humanos e divinos, representam aquilo que a humanidade pode compreender facilmente; porque são de natureza igual à nossa, “carne de nossa carne, espírito de nosso espírito”, conhecemo-Los e confiamos neles, e Eles significam para nós alguma coisa mais que outras Aparições divinas.

Milhões de seres também Os conhecem, confiam neles e Os amam.
O núcleo de energia espiritual que cada um deles estabeleceu, está além do nosso entendimento: estabelecer um núcleo de energia constante, espiritualmente positivo, é a incessante tarefa de um Avatar.
Ele enfoca ou introduz uma verdade dinâmica, um potente pensamento-forma ou um vórtice de energia magnética no mundo cotidiano.
Este ponto focal atua de maneira crescente como transmissor de energia espiritual; permite à humanidade expressar alguma idéia divina que, com o tempo, produz uma civilização, com sua conseqüente cultura, religião, política, governo e métodos educativos.

Assim se faz a história.

Afinal de contas, a história é o registro da reação cíclica da humanidade a alguma energia divina, que flui através de algum dirigente inspirado ou de um Avatar.

Esta é a base da doutrina dos Avatares ou Mensageiros divinos.

E pode parecer para muitos que não… mas todos somos UNO perante a criação, independentemente da crença individual de cada ser… a diferença esta apenas no serviço a si ou no serviço a outrem. (A lei do Uno)

Saiba mais sobre A LEI DO UNO, neste video, Inscreva-se no Canal e ative as notificações

 

Revisão: Sr.Black

Conheça e curta nossa Pagina
https://www.facebook.com/rumoanovahumanidade

Inscreva-se em nosso canal de videos no YouTube
https://youtube.com/channel/UCcnRP7PiNhMKL8dqtAKoQiQ

Participe de nossos grupos no Telegram
https://telegram.me/rumoanovahumanidade