Novidade!!
Instale e experimente nosso App exclusivo para celulares Android, é grátis!
Clique Aqui

Início Rumo a Nova Humanidade Desperte #Desperte – Comunicação mente a mente

#Desperte – Comunicação mente a mente

425
0
Hossanah: Comunicação mente a mente

Olá, eu sou Hossanah, seja bem-vindo ao espaço.

Você já se perguntou, se após tantos relatos de encontros com seres extraterrestres ao longo de décadas, como seria uma conversa com um amigo ET?

Robert Dean, ou Bob Dean, relatou  a existência de um documento de  1964, “A Avaliação [The Assessment]” , detalhando a presença extraterrestre em nosso planeta.

Neste ano de 1964, ele trabalhava  no Supremo Quartel General das Forças Aliadas Europeias (Supreme Headquarters Allied Powers Europe, SHAPE), ligado à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), na Europa. Em várias entrevistas ele afirmou que a raça dos extraterrestres Brancos Altos circulava livremente pelas bases , com habilidade de comunicação perfeita por voz, no idioma corrente.

https://exopoliticsjournal.com/Journal-vol-1-3-Dean.pdf

Por outro lado,  em inúmeros casos verificados, muitos relatam a comunicação telepática, mente a mente.

É desta forma de comunicação que vou abordar hoje, trazendo pontos científicos que afirmam terem comprovado a habilidade humana de praticar telepatia entre si, por conseguinte com outras inteligências.

Certos aspectos das faculdades do cérebro podem  despertar de maneira espontânea. Existe uma série de possibilidade sobre a capacidade mental, desde os primórdios da humanidade, exigindo registros da manifestação  dessas faculdades.

Um exemplo não longínquo é o de  Joana d’Arc que serviu de oráculo na Guerra dos Cem Anos.

Existem duas modalidades de faculdades mentais:

(1) espontâneas.

(2) desenvolvidas por indução, a consciência e a  cognição interagindo com as faculdades mente.

Estudando a manifestação de faculdades telepáticas ao longo do desenvolvimento do homem, o registro histórico das civilizações, evidenciou em vários momentos o uso das faculdades metais telepáticas, e guardadas particularidades individuas de cada cultura, é necessário desmistificar  o desenvolvimento de potencialidades  psíquicas, da abordagem da  parapsicologia e pesquisa psíquica , bem como das crenças religiosas espiritualistas populares.

Nos anos 70, um estudo profundo reuniu profissionais no Projeto Stargate, que contava com Ingo Douglas Swann ,Russell Targ e Harold E. Puthoff, com o escopo de desenvolver a visão remota.

A visão remota contém em seu cerne o uso de visão de futuro, comunicação de informações, por exemplo, visitar psiquicamente locais, mas em estado alerta e descrever ambientes, objetos, cenas.

A década de 70 foi marcada pela incidência de relatos de encontros de seres extraterrestres com humanos, e descontando-se a particularidade de cada evento, muitos foram marcados pela telepatia, inclusive para a continuidade do contato, após os encontros físicos.

Ainda hoje muitos casos de contamos extraterrestres pela via telepática continuam sendo narrados por diferentes e novas pessoas que afirmam manterem comunicação esse tipo  inteligências sendo correntemente desacreditados por ignorância  das possibilidades psíquicas.

Estudos de neurociência narram experimentos onde a linguagem foi substituída  pela tecnologia na  comunicação, conectando diretamente a atividade ao cérebro humano.

A atividade elétrica do cérebro de um grupo humano foi transmitida ao cérebro de um terceiro indivíduo na forma de sinais magnéticos, que transmitiam um comando para a realização de  uma atividade de maneira especifica.

Miguel Nicolelis, brasileiro, autor de  MUITO ALÉM DO NOSSO EU, membro do  Conselho Consultivo da Scientific American, se dedica profundamente ao tema e pontua que o futuro da nossa raça contará com esta faculdade, uma vez que está presente em grande parte destes experimentos.

Os pesquisadores envolvidos nestes estudos, afirmam que vários cérebros de seres humanos foram ligados de maneira completamente não invasiva, concluindo que o número de indivíduos cujos cérebros poderiam ser conectados em rede é essencialmente ilimitado.

Em 16 de julho de 2019, Elon Musk em um evento da Academy of Sciences, em  São Francisco, Califórnia, anunciou o desenvolvimento de  interface cérebro-computador (BCI) , contendo 3.000 eletrodos, para proporcionar uma interação extensa entre computadores e células nervosas no cérebro.

A notícia foi divulgada nos principais jornais do mundo, confirmando o investimento na pesquisa acerca dos potenciais da mente humana, bem como sua implementação.

A possibilidade de implantação de um artefato cerebral,  abre uma outra direção  de intenções, como se buscasse coibir o desenvolvimento, ou conhecimento, que a grande massa possa ter de suas potencialidades naturais. BCIs não estão sendo desenvolvidos especificamente facilitar a telepatia, mas é possível que sejam usados para esses fins.

O tempo e a ciência trouxeram confirmações desta modalidade de comunicação,  mente a mente, e a mais de quarenta anos pessoas comuns relatam  contato com seres extraterrestres, por comunicação mental telepática, bem como a ficção cientifica nos  traz uma porção de estórias falando dessa super potencialidade.

 

Cérebro de 3 pessoas foram conectados permitindo que elas compartilhassem pensamentos.

Neurocientistas  conseguiram uma conexão cerebral de três vias permitindo que três pessoas compartilhassem seus pensamentos.

A equipe de cientistas acredita que a pesquisa pode ser ampliada para conectar redes inteiras de pessoas, mesmo que isso soe algo tão estranho quanto disseram há décadas que um dia nós estaríamos conectados por uma rede virtual – a internet.

A técnica funciona com a combinação de Eletroencefalograma, para registrar impulsos nervosos que indicam a atividade cerebral e também a Estimulação Magnética Transcraniana, onde neurônios são estimulados usando campos magnéticos.

Os cientistas apelidaram o feito de BrainNet.

Eles dizem que eventualmente um dia as mentes poderão ser conectadas usando a web, da mesma forma que ocorre atualmente com a internet.

Além de abrir novos caminhos, a BrainNet poderia nos ensinar sobre como o cérebro humano funciona em um nível mais profundo: “Nós apresentamos a BrinNet. Até onde sabemos, é a primeira interface direta entre cérebros de forma não invasiva de multipessoas”, disse o pesquisador em publicação científica na Cornel University.

A interface permite que três seres humanos colaborem e resolvam uma tarefa usando a comunicação direta de cérebro para cérebro”, revelou.

Como ocorreu a conexão?

Os participantes foram conectados com eletrodos e estimulados a jogarem o famoso e antigo Tetris. Eles tinham que decidir se cada bloco precisava ou não ser girado. Para fazer isso, dois participantes tiveram que olhar para um dos dois LEDs que ficava piscando em ambos os lados da tela – um piscando a 15 Hz e outro a 17 Hz – o que produzia sinais elétricos diferentes no cérebro – registrados no eletroencefalograma.

Essas escolhas foram então transmitidas para uma única pessoa, através da Estimulação Magnética Transcraniana que poderia gerar flashes de luz na mente do receptor, conhecido na neurologia como “fantasmas de fosfenos”.

O receptor (voluntário que recebia os pensamentos dos outros dois participantes) não podia ver toda a área do jogo, mas ele precisava girar os blocos cada vez que um sinal de luz fosse enviado pelos outros dois participantes conectados ao seu cérebro. Em cinco grupos de três pessoas cada, os cientistas atingiram um nível médio de precisão de 81,25% já na primeira tentativa, o que deixou os pesquisadores perplexos.

Para tornar o teste mais complexo, os participantes que enviavam o pensamento poderiam adicionar uma segunda rodada de pensamentos, indicando se o receptor tinha feito de fato a escolha certa.

Os receptores conseguiram detectar qual dos remetentes era o mais confiável entre os dois com base apenas na comunicação cerebral, o que para os neurologistas é algo promissor para o desenvolvimento de sistemas que lidam com cenários do mundo real onde a falta de confiabilidade humana é um fator preocupante – como em julgamentos de criminosos, por exemplo, bem como diversas outras aplicabilidades.

Por enquanto, o progresso é lento e o trabalho precisa melhorar e avançar, além de ser abraçado pela comunidade neurocientífica mundial, mas é um vislumbre de algumas maneiras incríveis de enxergar como será o futuro da tecnologia na Terra.

Achou útil essa informação?

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Pense com carinho nesta informação.

Beijo na alma, e até a próxima.

Compartilhe esse conhecimento com seus amigos(as)…

Por: Hossanah

Revisão e complementos: Sr.Black

Saiba mais em:

Audio Livro sobre a união de 24 consciências

 

#DESPERTE – Humanos poderão baixar suas “Consciências” em microchips para que eles possam “viver para sempre”

https://www.scientificamerican.com/

https://exopoliticsjournal.com/Journal-vol-1-3-Dean.pdf

https://www.sciencemag.org/news/2019/07/elon-musk-s-startup-eyes-human-testing-brain-computer-interface