O Império Otomano foi criado em 1299 por povos turcos, tornando-se um dos estados mais poderosos do mundo depois da conquista de Constantinopla (atual Istambul), a capital do Império Bizantino em 1453.

O Império durou mais de 600 anos, terminando em 1922, quando foi substituído pela República da Turquia e outros países europeus e árabes.

Após expansões territoriais, praticadas principalmente pelo sultão Solimão I no século 16, chegou em seu auge em em 1683, abrangendo boa parte do sudeste da Europa, da Península Arábica e do norte africano.

Com Constantinopla como capital, os otomanos foram o centro das interações comerciais e políticas entre o ocidente e o oriente por seis séculos. Seus domínios eram conhecidos por abrigar uma grande diversidade étnica e cultural, como judeus, cristãos e muçulmanos.

Embora fosse dominado por um estado muçulmano, a maioria dos habitantes foram cristãos por boa parte da história, tendo uma maioria muçulmana apenas a partir de 1860.

Beirando o século 19, o sistema militar e político otomano tornou-se defasado em relação ao de seus rivais europeus, como os Habsburgos e o Império Russo, levando a diversas derrotas militares e perdas territoriais.

 

Embora houvesse iniciado políticas de modernização, o Império Otomano era conhecido no século 19 como o “Homem doente da Europa”.

Com o aumento do sentimento nacionalista europeu, diversos territórios demandavam mais autonomia e independência do governo central em Constantinopla.

Os otomanos aliaram-se ao Império Alemão no início do século 20 com a ambição de recuperar seus territórios perdidos, principalmente durante a Primeira Guerra Mundial.

A partir da década de 10, várias atrocidades foram cometidas pelo governo otomano contra armênios, assírios, iranianos e gregos.

A derrota do império e sua ocupação pelas Potências Aliadas resultaram em sua divisão entre o Reino Unido e França.

A Guerra de Independência Turca contra as potências ocupantes levou ao surgimento da República da Turquia e à abolição definitiva do califado otomano em 1922.

 

Saiba mais em: Fonte

Gostou da matéria ?

Considere fazer uma doação e ajudar a manter este trabalho ativo, clique aqui e vá para nosso APOIA.SE, ajude a partir de R$ 1,00 mensal

Revisão e Imagens: Sr.Black

Artigo anterior#Liberte-se 23 – Como me tornei um Guerreiro, lições para a vida
Próximo artigo#Farsas – O Agroglifo Corona Vírus
SR Black
Pequena contribuição para todos que estão, como eu, trilhando o caminho de volta para Casa - para dentro de si mesmo. Meu objetivo aqui é compartilhar mensagens que encontro na net, ou que me são enviadas por amigos humanos ou Seres de outras realidades, dimensões ou planos existenciais, que ajudem na compreensão de várias áreas dentro do caminho espiritual. Tambem quero aqui compartilhar ensinamentos e técnicas que utilizo em meu caminho cujo objetivo é atingir a transmutação, alinhamento, harmonia, silêncio, Paz interior (que gera a exterior..), enfim... a união e a comunhão com o Divino. "Segue sempre teu coração; Mentes podem ser convencidas - o coração, não!" (Trecho do Livro "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração") "A Preocupação olha em volta, A Saudade olha para trás, A descrença olha para baixo, A Fé olha para cima, A Esperança olha para a frente e... O EU SOU vive o AGORA!" Muita Luz, Beleza, AMOR, Paz e BOM HUMOR sempre! Projeto Rumo a Nova Humanidade tem como objetivo: Em poucos anos, nosso planeta passará por imensas transformações em todos os níveis existenciais, portanto todos devemos: Promover todos os conceitos fundamentais para a elevação e iluminação do ser Amor, Liberdade, Perdão e Gratidão sobre todas as coisas Acolher, Amparar, Reeducar, Respeitar todos os seres vivos e proteger nosso planeta Orientar a todos através da busca constante do conhecimento Vamos todos juntos nos tornar melhores e livres, avançando sempre rumo a nova humanidade !!!